Histórias- Terror em Doline(Cap.1)

Olá queridos leitores, vamos começar uma coisa nova? Vou começar a contar histórias que acontecem ou não pelo stardoll muitas delas verdadeiras como se estivessem na vida real ou até mesmo como livros ou novelas. Nossa primeira história se chama Terror em Doline. Por favor não liguem para meus erros de texto. Veja abaixo para ler a história.

Terror em Doline
Autor: teriade
SINÓPSE- Amigos passam as férias em uma cidade vizinha chamada Doline, lá descobrem quem é quem de verdade além de segredos escondidos na casa onde estão hospedados.
Informação: Rosa(Menina), Verde(Menino)

Lily.Can9: Lá vem eles no ônibus! [Diz apontando o dedo para o ônibus]
Pinkerel: Até que enfim, vamos ver quantas gatinhas vão vir. Haha. [Diz rindo com olhar fixo no ônibus e mordendo os lábios]
Tink14bell: Cala boca Pink! [Diz com olhar de nojo]

O ônibus para no ponto, a porta de trás de abre, algumas pessoas saem primeiro.

ketty-Lima: Chegamos! Cadê a recepção? 
Tink14bell: Recepção? Você não está mais no Stardoll!
ketty-Lima: Qual é Bell, eu sou roy lembra? Eu ainda tenho cartão vip. [Diz ajeitando o óculos]
Pinkerel: Deixa que eu ajudo você gatinha. [Diz sorrindo para ketty]
Tink14bell: É Tink!!!
peterGrull-87: Anda ketty, tem gente querendo passar aqui.
ketty-Lima: Caramba Pink! Você emagreceu!
Pinkerel: O que você colou aqui? Tá pesada. O que? O que? Você gostou?
ketty-Lima: Olhando melhor... nããão, haha.
peterGrull-87: Pink, pega essa mala aqui.
Lily.Can9: Eu te ajudo Sandra.
Sandra__Miss: Obrigada. Pega essa daqui, eu levo essa. 
Lily.Can9: Você e peter estão bem?
Sandra__Miss: Você não vai acreditar no que aconteceu. Vem, te conto depois. [Diz puxando a amiga]
Cloneril: Onde é a festa? Arhhh [Diz bocejando]
Tink14bell: Que festa?
peterGrull-87: Adivinha só? Cloneril inventou de buscarmos ele na festa que recusamos o convite! E ele estava muito bêbado.
Tink14bell: Outra festa Clone?
Cloneril: Eu nem bebi tanto assim.
peterGrull-87: Quando chegamos lá ele estava em cima do telhado gritando "Eu peguei!", "Eu peguei".
Cloneril: Nós só estávamos brincando no chat, mas eu não estava "bêbado"!
peterGrull-87: Sei, então porque será que tem uma toalha?
peterGrull-87: Ele caiu na piscina. [Diz falando baixinho com Tink]
Tink14bell: Puxa! Que dia! kkk.
Pinkerel: Bibiii! Anda pessoal, a nova loja já vai sair.[Diz buzinando de dentro da van]

Neste início, perceba que Lily, Pink, e Tink, recebem os quatro amigos ketty, peter, Sandra e Cloneril. ketty e Tink nunca se dão bem quando se encontram. ketty está sempre tentando ser a garota com uns zerinhos a mais na carteira, a de nariz empinado e muito convencida de si. Tink é a "arranja tudo", por ser a mais velha de todos ali ela é a que consegue ingressos grátis, a empresta dinheiro, ela mesma que convenceu seu pai uma vez de consertar a van de Pink quando ela e ele na época ainda namoravam. Pinkerel é o garoto que tenta ser o descolado da história, o pegador. Ele já traiu Tink uma vez, pelo seu jeito mulherengo mas ele nunca se dá muito bem com garotas. Lily e Sandra são melhores amigas, essas duas se conhecem desde crianças, estão sempre por dentro das mais novas novidades. perter é namorado de Sandra, eles vivem discutindo por alguma coisa. peter adora esportes e academia, Sandra é uma garota muito sensual. Ela e peter se conheceram pela primeira vez na academia onde ele malhava, no começo foi fácil para os dois mas quando a coisa ficou séria entre entre eles aí veio o ciúme de peter. Sandra não gosta de ser chamada a atenção nem mesmo incomodada por coisa que ela considera inúteis. Cloneril é o mais jovem, muito festeiro, sempre aprontando alguma coisa, dessa última vez ele e seus amigos foram convidados para festa de aniversário de um amigo do Stardoll Academy, mas eles recusaram pois já tinham outros planos, mas é claro que Clone não poderia perder essa! Até um dia atrás ele ficou o dia inteiro na festa até o amanhecer do dia seguinte. Seus amigos ao ver que ele não viria ao encontro marcado, tentaram ligar para Cloneril mas ele não atendia. Então minutos depois receberam uma ligação de um colega aos risos no telefone, dizendo que a polícia já estava a caminho de pegar um doido no telhado. Seus amigos foram direto busca-lo e por fim a este encontro. Agora seguem caminho de van até a casa alugada.

Pinkerel: Eeee é aqui. Nosso novo lar.

Todos descem da van, pegando as malas.

peterGrull-87: Ual, é aqui? [Diz com as sobrancelhas para cima]
Sandra__Miss: Droga Tink! Você disse que o lugar era incrível. Chama isso de incrível?
Tink14bell: Eu disse o lugar era incrível e não por fora.
ketty-Lima: Nossa! Super incrível. Valeu Bell!
Tink14bell: Eu já disse que é Tink!! Mas é Tink14bell pra você! Vaca! [Diz revirando os olhos]
ketty-Lima: O que foi que você disseee? [Diz chegando perto de Tink]
peterGrull-87: Calminha... . Sandra me ajuda aqui! [Diz entrando no meio entre as duas]
ketty-Lima: Pra sua informação queridinha não fui eu escolhi a merda desse lugar com o dinheiro que a gente juntou. Eu disse que eu tinha um lugar melhor!
Tink14bell: Você sempre...
Sandra__Miss: Meninas! Não vamos brigar agora vamos? 
Sandra__Miss: Tink, porque não vem me ajudar com essa bolsa? Anda vem. [Diz pegando no pulso de Tink, tentando afastar as duas]
peterGrull-87: Vem ketty, vamos pegar as sacolas lá na frente.
ketty-Lima: Tá legal. [Diz à peter]
Tink14bell: Ah, pessoal a gente tem piscina nos fundos.
Cloneril: Piscina? Onde?
Pinkerel: Ela disse nos fundos. Vamos Clone, vamos ver como está a água. [Diz saindo correndo para fora da casa]
Tink14bell: Meninos, não pulem na piscina ainda! [Diz gritando]
Lily.Can9: Tink, a porta está trancada?
Tink14bell: Sim, espere vou abrir. 
Tink14bell: O dono disse que as vezes ela emperra mas é só fazer uma for...cinha. Opa.
Bam! [Porta batendo]
Tink14bell: Podem entrar. 
Sandra__Miss: Minha nossaaaa! Olha issoooo! Agora entendi kkk.
ketty-Lima: Onde ficam os quartos?
Tink14bell: Os quartos são lá em cima. São 19 quartos ao todo.
peterGrull-87: 19? Hum, quem morava aqui mesmo?
Tink14bell: O dono não me disse muita coisa a respeito da história dele mas a neta dele me chamou num canto muito estranhamente e me disse coisas como... "Você precisa ir embora moça", "Meu avô não gosta quando pessoas vem aqui perguntar da história dele", "Meu avô é louco" que não sei oque... e blá blá blá. Uma monte de coisas loucas. Mais loucas que avô eu acho.
Pinkerel: E então... ouuu, se minha avó ainda estivesse viva visse essa casa acho que ela ia enlouquecer. [Diz entrando pela porta com olhos arregalados]
Cloneril: Onde é o banheiro? Preciso fazer xixi.
Tink14bell: Do lado da cozinha tem um corredor, segue direto e vire a esquerda. Lá tem banheiro.
Lily.Can9: Você parece até que conhece a casa melhor do dono.
Tink14bell: Eu já vim aqui várias vezes. Pra aluga-la foi bem difícil, a neta teve que traduzir minha língua para a língua dele.
Lily.Can9: Ué eles não são desse país?
Tink14bell: Não, não são. Vamos lá pra cima, tem muitas salas lá em cima.
Pinkerel: Espere! E as malas? Vamos deixa-las aqui em baixo?
Tink14bell: Deixe aí, o mordomo cuida delas depois.
Pinkerel: Nós temos um mordomo?
Tink14bell: Na verdade temos dois mordomos, Holga-zin e Walter34 .
ketty-Lima: Nossa que máximo, não teremos que limpar ou dobrar. Pelo menos isso eu adorei.

Olá leitores, estão gostando da história? Você deve estar se perguntando o porque os personagens tem nomes tão estranhos? Digamos que o Stardoll esteja em outra dimensão, uma mais realista do que próprio site em qual jogamos. Consegue imaginar tudo que você vive e joga lá aqui fora? Então continue lendo. Agora os personagens estão dentro da casa, ao primeiro ver deles parecem estar impressionados com a casa. Pela quantidade de quartos nota-se que a casa é bem grande, e Tink diz que já visitou a casa muitas vezes, ela também dá sinais de que conhece cada cômodo. E essa de terem mordomos na casa? Os donos não queriam que a casa ficasse totalmente abandonada então sempre que eles tinham mordomos deixavam eles morarem por um tempo ali, desde que cuidassem da casa. Para os antigos moradores mordomos são como parte da família. Você percebeu que revelam também que os antigos moradores não moravam no país e nem em Doline. Na verdade vou contar a história por trás da casa para vocês. Tudo começou com uma família que morava em uma ilha distante. Lá moravam a mãe, o pai que o hoje ele e a neta são os únicos donos vivos da casa, a tia(irmã do "pai"), o marido da tia, e os dois filhos mais velhos do pai e da mãe. Na época deles a mãe estava esperando o terceiro filho, um bêbê. Ela e ele queriam muito uma menina para variar na família, o pai prometeu a sua mulher que aumentaria a casa para que tivessem mais filhos. A tia e o marido dela também já tentaram ter filhos mas por uma doença que ela teve afetou sua fertilidade. Ela foi curada mas as consequências ficaram por uma vida inteira. Como ela não conseguia ter filhos, o marido saía a procura de outras mulheres e muitas vezes chegava bêbado. Sua mulher não suportava essa situação e passou a brigar muito com o marido. Ela já tentou pedir ajuda a esposa de seu irmão mas único conselho que ela poderia dar era que adotassem uma criança. Mas o marido queria uma criança de sangue, como ele próprio dizia não queria "um bastardo na família" e como sua mulher não poderia dar a ele passou a ficar sozinha por muito tempo. As vezes os sobrinhos para conforta-la a chamavam de "mamãe", mas isso só fazia escorrer lágrimas de seu rosto até que pararam de dizer a ela. Seu irmão para tentar ajuda-la queria que ela visitasse um orfanato onde tinham bebês, ele queria que ela fingisse que estava grávida para no final trazer uma criança ainda bebê a casa. Mas por medo do marido descobrir ela preferiu não fazer isso mas chegou a visitar o orfanato. Perto do dia do nascimento do bebê o pai havia comprado algumas coisas de bebê, um deles era um berço sendo desempacotado. Quando a tia viu o berço um ódio de inveja tomou conta dela. Num estado de loucura ela mesma planejou tudo. Inventou uma desculpa para o marido dela sair da casa, como ele estava acostumado a sair para beber não foi difícil para ela. Já os sobrinhos ela escreveu uma carta falsa como se fosse de um parente distante pedindo para que os dois meninos passassem alguns dias lá. O irmão e a esposa ficaram, para a felicidade dela o irmão pediu ajuda para tomar conta de sua esposa enquanto ele estivesse fora trabalhando. Ela aproveitou esse momento para pedir que a casa ficasse sob as ordens dela. Agora ela tinha todas as chaves de todas as portas. Com isso ela proibiu qualquer um de ir ao quarto da esposa de seu irmão, até mesmo os empregados. Fechou todas as janelas de todos os quartos, e sempre que alguém lhe perguntava o porque de alguma coisa que ela estava fazendo inventava uma desculpa e quando não acreditavam ela dizia algo parecido como que a esposa de seu irmão havia pedido para o bem do bebê. Agora estava tudo certo, era só esperar ela ficar sozinha com a mulher. Mas afinal o que ela estava planejando? Quer saber mais? Aguarde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário